Propaganda Box

terça-feira, 10 de março de 2015

Data e valores do AppleWatch

Apple Watch
Trata-se do primeiro produto da Apple que não está com você, está *em* você! A empresa pensou em todos os detalhes para construir o relógio para os mais diversos tipos de pessoas, com todos os materiais escolhidos a dedo: alumínio, aço inoxidável, cristal safira, ouro… ele também oferecerá uma forma revolucionária de pessoas se conectarem e acompanharem seus exercícios.
Cada Apple Watch terá inúmeras configurações e visuais para a hora. Há os designs variados e dentro deles mesmos o usuário pode personalizá-lo ao seu gosto (data, cronômetro, fusos horários, próximos compromissos… cada um escolhe o que quer ver). O Apple Watch também conta com as Olhadas (Glances), para usuários verificarem informações variadas de forma rápida, bem como controlar música e ver o seu batimento cardíaco (as Olhadas são acessíveis deslizando a tela de baixo para cima).
O mecanismo háptico alerta ao usuário assim que ele recebe uma mensagem. Também há a possibilidade de receber ligações diretamente no seu relógio. Emails também podem ser lidos integralmente no Watch e apertando o botão lateral do Watch você pode ver seus amigos e se conectar com eles.
Usuários também podem tocar na tela para chamar a atenção de usuários, além de enviar os seus batimentos cardíacos. Falando de fitness, o Watch conta com um app para acompanhar seus movimentos, exercícios e até quanto tempo você fica em pé. O relógio te lembra se você está sentado há muito tempo e envia lembretes, tal como faria um amigo. Você pode inclusive ver um sumário da sua semana anterior, com sugestões de mudanças para um melhor bem-estar. No app de exercícios, você pode correr, pedalar ou realizar outros exercícios na academia. Você acompanha quantas calorias perdeu, distância percorrida, tempo investido em exercícios e muitas outras informações.
A Apple deu um Watch a uma das principais top models no mundo, Christy Turlington-Burns. Entre muitas, muitas outras qualificações, ela já finalizou três maratonas e é muito ativista em fitness. Em uma das meia-maratonas que ela participou, ela usou um Apple Watch.
Ela falou o quanto se preocupa com fitness e bem-estar, principalmente por ter se tornado mãe recentemente, e citou como o Watch ajuda na sua motivação. No pouco tempo que usou o Watch, ela já percebeu o quanto ele será uma peça importante em sua vida a partir de agora. Burns correrá a maior maratona da sua vida em Londres, em breve, e espera que o Apple Watch ajude em sua preparação e a Apple terá um blog semanal sobre a experiência de Burns dentro do seu site.
O Apple Watch suportará o Apple Pay, fotos, músicas, Siri, Passbook, notificações, etc. Dá, por exemplo, para acompanhar de perto seus times esportivos favoritos, usar redes sociais, acompanhar notícias… tudo direto no pulso. A Apple já lançou o WatchKit (SDK para desenvolvedores) e desde então eles têm trabalhado duro em apps para o Watch.
Kevin Lynch (também conhecido como Bill Gates da Apple), mostrou um pouco sobre como será usar o Watch no trabalho. Demonstra como será conferir ações, dados de negócios, resultados esportivos, tweets, voos, etc. Para ativar a Siri, basta apertar o botão que fica na coroa do Watch — a assistente também pode ser chamada com o famoso “Hey, Siri”. Através da voz, é possível criar um lembrete facilmente. Também dá para ler as mensagens e respondê-las como stickers ou falando a sua mensagem pelo Ditado da Siri.
Para fazer compras, basta aproximar o relógio do terminal de pagamento e usar o Apple Pay. Simples e rápido. Quando a pessoa estiver em casa, mesmo longe do seu iPhone, também dá para usar o Watch numa boa (ele demonstrou o app do Instagram, com todas as fotos recentes de amigos). Tocando numa foto, você vê mais informações (localização, likes, entre outras coisas) — os aplicativos serão bem diretos e fáceis de usar.
Lynch demostrou como é simples e fácil atender uma ligação no Watch. A interface da ligação é bem simples, com controle de volume, um botão de mudo e outro de desligar. O bom é que o Watch se comunica com o iPhone tanto via Wi-Fi quanto via Bluetooth, ou seja, você não fica preso ao distante limitado do Bluetooth em casa.
O app Uber também foi demonstrado. Ele facilita a chamada e alerta o usuário assim que o carro chega, com detalhes do motorista e do veículo. O Apple Watch também ajuda em embarques de aeroportos, com tíquetes do Passbook. Todas as informações estão ali, inclusive um código de barras para passar pela segurança.
Agora, um recurso muito legal! O Watch também recebe notificações em certos hotéis, como os da rede SPG. Usuários terão tudo o que precisam ali, como números de reservas, detalhes do quarto e por aí vai. Em alguns locais, o próprio Watch poderá abrir as portas de quartos! Outro app demonstrado foi o Shazam, que não só identifica a música como mostra a letra em tempo real na tela do Watch — e ele mesmo identifica a parte que está sendo reproduzida! ;-)
Um sistema de segurança de uma garagem, o qual permite que ele até abra a porta remotamente e a veja em vídeo, também fez parte da demonstração. E esses são apenas alguns dos exemplos de apps que estão sendo criados para o Apple Watch.
O Apple Watch requer um iPhone 5 ou superior para funcionar. É por ele que você navegará e instalará apps no relógio. Tudo pelo iOS 8.2, que vem com um app chamado Apple Watch. É por esse novo app que usuários navegam pela loja de aplicativos para o Watch. Como esperado, o iOS 8.2 estará disponível para download hoje. A bateria do relógio durará um dia inteiro, como já se especulava (são 18h num dia normal). No final do dia, recarregá-lo será bem simples. Basta aproximar o recarregador magnético para ele se prenda ao Watch.
São três coleções, começando pelo Apple Watch Sport com alumínio anodizado — disponível em prata e cinza espacial com várias pulseiras coloridas. O alumínio do relógio é 66% mais forte que os normais, mas tão leve quanto. O preço: US$349 pelo modelo base de 38mm e US$399 pelo de 42mm.
O Apple Watch é feito com uma case de aço inoxidável em acabamento tradicional ou space black e conta com a maior diversidade de pulseiras disponíveis. E não são só as carcaças dos relógios, mas também todas as suas pulseiras — como a Milanese Loop, também feita de aço inoxidável. A linha Apple Watch custará: US$549-1.049 para 38mm e US$599-1.099 para 42mm (dependendo da pulseira escolhida).
Já o Apple Watch Edition é algo totalmente único e especial, de acordo com a empresa. Também disponíveis em 38mm e 42mm, todos de ouro 18k. As pulseiras são especialmente desenhadas e luxuosas, também de ouro. O Watch Edition será limitado, a partir de US$10.000, e estará disponível apenas em algumas lojas específicas.
A Apple iniciará a pré-venda do Watch em 10 de abril, enquanto o produto chegará de fato ao mercado em 24 de abril. Mas a partir do dia 10 eles já estarão disponíveis para serem conhecidos por consumidores em Apple Retail Stores. Haverá mesas novas nas lojas para demonstração dos relógios e os empregados estarão disponíveis para quem quiser experimentar cada um dos modelos disponíveis. Eis os países que receberão o Watch em seu lançamento: Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Hong Kong, Japão, Reino Unido e, é claro, EUA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário