Propaganda Box

segunda-feira, 29 de julho de 2013

iPhone 5S terá quad-core, 2 GB de RAM, NFC e câmera de 12 MP

A Apple não se pronuncia, mas o iPhone 5S parece estar bem próximo de sair do forno. Nesta terça-feira (16), começaram a circular na Internet novas fotos e também a suposta configuração do próximo smartphone da companhia. As informações dão conta de que ele será somente um update do iPhone 5, mas com melhorias bem interessantes.
 
iPhone 5S deve ser anunciado neste trimestre (Foto: Reprodução Phone Arena)
 
iPhone 5S deve ser anunciado neste trimestre
O visual é basicamente o mesmo, mas as especificações técnicas ganham melhorias de relativa importância. O processador, por exemplo, deve ser da mesma geração do iPhone 5, mas com a diferença de ser quad-core. A memória RAM deve aumentar para 2 GB e a câmera traseira passará a fotografar com 12 MP e terá flash dual LED.
No display, 4 polegadas com tecnologia IGZO e a tradicional resolução Retina (1136 x 640 pixels). Além disso, o iPhone 5S deve sair de fábrica com tecnologia NFC e com um leitor de impressões digitais, que já vem sendo especulado há algum tempo. Nas fotos do aparelho que vazaram nesta terça, porém, só aparece a parte traseira do gadget.
Novo iPhone tem layout parecido com o do antecessor (Foto: Reprodução Phone Arena)Novo iPhone tem layout parecido com o do antecessor
 
A expectativa é de que o iPhone 5S seja anunciado pela Apple ainda no terceiro trimestre deste ano. No entanto, até o momento, a companhia mantém o segredo sobre seu novo smartphone. No geral é possível perceber que, assim como foram o iPhone 3GS e o iPhone 4S, ele deve ser apenas uma atualização do iPhone 5, sem inovações tão evidentes.

Especialistas ‘hackeiam’ e assumem controle de carros

 

Car Hacker (Foto: IOACTIVE/BBC)
 
 
Dois especialistas em segurança nos Estados Unidos mostraram que é possível assumir o controle de um carro em movimento usando um laptop, lançando um alerta para uma nova modalidade de crime que pode estar prestes a se tornar uma realidade nas ruas.


Com cabos, Charlie Miller e Chris Valasek conectaram computadores às unidades de controle eletrônico de dois modelos de carro, o Ford Escape 2010 e o Toyota Prius. A conexão ocorreu através do sistema de autodiagnóstico - utilizado por mecânicos para identificar falhas.
Encontrados na maioria dos veículos modernos, as unidades de controle eletrônico, ou ECU na sigla em inglês, fazem parte da rede informatizada que controla a maioria das funções de um carro, incluindo a aceleração, a frenagem, a direção, o monitor e a buzina.
Por meio de um software no laptop, Miller e Valasek enviaram instruções para o carro e, dessa forma, conseguiram alterar os comandos do motorista, chegando a transferi-los para o controle de um videogame Nintendo.
Eles se filmaram sentados na parte de trás de um dos veículos movendo a direção para a esquerda e para a direita, ativando os freios e alterando o medidor de combustível, enquanto o carro estava aparentemente sob controle do motorista e em movimento.
Conscientização
O estudo foi financiado pelo Darpa, o centro de pesquisa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, e provocou reações contrastantes dos próprios fabricantes.
Com a experiência, Charlie Miller e Chris Valasek esperam aumentar a conscientização sobre a possibilidade de carros sejam hackeados, em um momento em que aumenta o uso de sistemas informatizados nos veículos."No momento, há pessoas que estão cientes do problema, há outras que não acreditam que seja algo importante, e há aqueles que dizem essa possibilidade é uma questão já conhecida. Mas, no momento, não há muitas informações disponíveis sobre o assunto", disse Miller, que trabalha como engenheiro de segurança.
"Gostaríamos muito que todos tivessem uma discussão sobre isso, e que os fabricantes ouvissem e melhorassem a segurança de se seus carros."
Um porta-voz da Toyota disse à BBC que, visto que o laptop teve que ser conectado fisicamente ao veículo, ele não considera isso 'hacking'.
"Alterar o controle só pode ser feito quando o dispositivo está conectado ao carro. Após ser desconectado, as funções do carro voltam ao normal", disse ele.
"Nós não consideramos que seja 'hacking", no sentido de criar um comportamento inesperado, porque o dispositivo deve ser conectado - ou seja, o sistema de controle do carro foi alterado fisicamente. A presença de um laptop ou outro dispositivo portátil ligado à OBD (sigla em inglês para o sistema de autodiagnóstico) seria aparente'.
A Ford também destacou que o experimento apresentou um tipo de ataque específico, "agressivo", e que a empresa leva a sério a questão da segurança dos sistemas eletrônicos de seus veículos.
"Este ataque em particular não foi feito de forma remota, pelo ar, mas por meio de um manipulação física altamente agressiva de um veículo durante um longo período de tempo, o que não representaria um risco em massa aos consumidores", disse a Ford em um comunicado.
"A segurança, privacidade e segurança de nossos consumidores é sempre será prioridade."
'Assustador'
Alan Woodward, especialista em segurança e diretor de tecnologia da consultoria Charteris, disse que o hacking de carros não tem sido amplamente discutido porque ainda não houve nenhum incidente criminoso do tipo.
"Eu acho que (o 'hacking' de carros) é uma das coisas mais assustadoras que existem por aí. O hacking de carros e de dispositivos médicos, são duas coisas sobre as quais ninguém fala", disse Woodward.
"Você já ouviu falar em 'ransomware' - imagine isso acontecendo dentro de um carro. Não vai demorar muito tempo para criminosos se utilizarem dessa técnica."
"Ransomware" (de 'ransom' - resgate em inglês) é um vírus de computador que congela o computador da vítima, ou ameaça divulgar publicamente arquivos pessoais, a menos que um pagamento de "resgate" seja feito.
No entanto, tanto os pesquisadores quanto Woodward concordam que hackear um carro não é tarefa fácil.
"Este é um ataque muito técnico, que exige uma grande quantidade de conhecimento técnico", concluiu Woodward.

sábado, 20 de julho de 2013

Na Campus Party Especialista ensina a 'hackear' Facebook e Twitter

Professor Fernando Masanori reforçou que o hacker não é necessariamente uma coisa negativa ou ilegal (Foto: Priscila Miranda / G1)

Campuseiros aprenderam a usar um código para acessar dados do Facebook e do Twitter a partir da própria conta pessoal interessada em "hackear". A oficina sobre o processo foi ministrada pelo professor de programação da Faculdade de Tecnologia (Fatec) de São José dos Campos (SP), Fernando Masanori, na noite desta sexta (19), na Campus Party Recife.

O especialista mostrou como fazer o download de fotos do perfil de todos os amigos do Facebook ao meu mesmo tempo ou dividir uma única conta no Twitter com várias pessoas, que podem utilizá-la simultaneamente. "Qualquer um que tenha internet e baixe o Python [linguagem de códigos] vai conseguir acessar os dados dessas redes sociais", contou Fernando Masanori.

 O professor reforçou que o hacker não é necessariamente uma coisa negativa ou ilegal. "O hacker normalmente é a pessoa que entende de tecnologia e faz da melhor forma algo que precisa. A pessoa que utiliza o conhecimento para o mal é o cracker. Vamos acessar dados que são públicos, como fotos de perfil do Facebook", explicou. "Python é uma linguagem de programação que ajuda o usuário a fazer automaticamente algo que poderia ser feito manualmente, como baixar as fotos uma por uma", exemplificou Masanori.
Como o download desses arquivos pode ser contra a política de privacidade do Facebook, o professor explicou que realiza um “truque" para conseguir acessar os dados. "No Facebook existe uma página para fazer programação, uma página de desenvolvedores. Nessa página conseguimos acessar os dados do Facebook e copiar a autenticação e utilizá-la dentro de uma hora e meia. A partir daí, podemos baixar todas as fotos rapidamente", disse o professor.

Ele acrescentou que criou um aplicativo para o celular que identifica as pessoas de todas as fotos baixadas do Facebook. "Sou professor e como eu tenho 2,5 mil amigos no Facebook, às vezes não me lembro de todas as pessoas que tenho na rede social. Então, com esse aplicativo, eu clico duas vezes na foto e o nome da pessoa aparece na tela", esclareceu.

Já no Twitter, a "brincadeira" ensinada por Masanori é compartilhar uma única conta.  "O Twitter é mais complicado [de acessar os dados]. Muitas pessoas começaram a invadir o Twitter e agora é mais difícil de acessar. Mas de posse de quatro senhas criadas por mim, é possível qualquer pessoa ter acesso a uma só conta", afirmou. A palestra do especialista atraiu bom público, que pôde aprende o passo a passo dos procedimentos.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Campus Party Recife 2013


Mapa da Campus Party Recife (Foto: Divulgação)

 Durante cinco dias, mais de duas mil pessoas devem circular pelo Centro de Convenções de Pernambuco e no Chevrolet Hall, na Campus Party Recife. O evento chega ao segundo ano na cidade, de 17 a 21 de julho, discutindo temas como tecnologia, inovação, criatividade e cultura digital. Confira no mapa ao lado os espaços disponíveis no local para se orientar melhor e escolher o que acompanhar durante o encontro.
Espaços disponíveis:

Arena É aí que os campuseiros acomodam seus equipamentos e compartilham suas experiências em um ambiente interativo e multidisciplinar.
Camping Depois das trocas de experiências na arena, os participantes descansam no camping. É lá que as barracas são montadas para acampamento durante os cinco dias.
Zona Expo
Local onde algumas das principais marcas do mundo oferecem ao público a chance de experimentar novidades e conhecer novos produtos e tendências de um mercado em expansão. Também se encontram aí as atividades de Inclusão Digital.
Cenários Quem for à Campus Party vai encontrar quatro palcos com palestras e discussões temáticas, os chamados 'cenários'. Três deles foram batizados em homenagem a importantes figuras da humanindade: Galileu, Michelangelo e Pitágoras. Galileu será o palco dos interessados em robótica, astronomia, sci-tech, modding e hardware, com palestras sobre nanotecnologia, robôs e cidades inteligentes. Quem for ao Palco Michelângelo, poderá discutir temas como fotografia, vídeo, design, redes sociais e mídia. As palestras de lá vão mostrar os benefícios do infográfico, estratégias empresariais de chamar a atenção dos clientes, webdesign, podcasts e blog. Pitágoras vai abrigar interessados em matemática e programação e as palestras devem esclarecer temas como o funcionamento dos softwares, aplicativos, desenvolvimento e criação de ferramentas.
O quarto cenário, Stadium, será dedicado a quem quiser relaxar das palestras cheias de informação para discutir um pouco de videogame. Os debates vão abraçar causas como a fisioterapia nos jogos, discutir as trilhas sonoras e educação nos games, além de falar sobre design e animação gráfica.
Concurso Se bem aproveitados, aparelhos tecnológicos que iriam para o lixo podem se transformar em robôs completamente funcionais. Ou não. Na Campus Party, robôs de toda natureza poderão competir para ver quem é o melhor, o importante a observar é o aproveitamento de sucata. Qualquer robô é válido. Para inscrever seu robô, é preciso criar um perfil na robolivre.org e criar o conteúdo do seu projeto. A cerimônia de premiação acontecerá no dia 20 de julho, às 20h. Regulamento e outras informações no site da Campus Party.
Sobre o evento Criada em 1997, na Espanha, a Campus Party reúne tecnologia, inovação, ciência, entretenimento e cultura digital. Os participantes se mudam para uma arena com seus computadores, malas e barracas e participam de oficinas, palestras, conferências, competições e atividades de lazer. Em 2008, o evento ganhou edições no Brasil, Colômbia e México. Em 2011, ganhou uma versão no Equador, em 2012 a Campus Europa aconteceu na Alemanha. Este ano a edição europeia será em Londres. Em Pernambuco, o evento é promovido pela Telefônica Vivo, Prefeitura do Recife e do Governo de Pernambuco.


Serviço:
Campus Party Recife - 2ª Edição
De 17 a 21 de julho de 2013
Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon-PE) e Chevrolet Hall
Avenida Governador Agamenon Magalhães, s/n Recife - PE

Samsung anuncia novos produtos

O novo Samsung NVMe SSD XS1715 (Foto: Divulgação)
A Samsung lançou nesta quinta-feira (18) dois novos dispositivos SSD: o NVME SSD XS1715 e o EVO 840. O primeiro, desenvolvido para o público coorporativo, atinge a incrível velocidade de leitura de 3000MB/s e chegará ao mercado em versões de 400 GB, 800 GB e 1,6 TB de armazenamento. Já o segundo produto, voltado para o consumidor comum, contará com com cinco edições diferentes (120 GB, 250 GB, 500 GB, 750 GB e 1TB) e terá suporte para vários ambientes de computação e aplicações de TI.
O novo Samsung NVMe SSD XS1715
O modelo NVMe de 1.6 TB tem velocidade de leitura sequencial de até 3.000 MB/s, permitindo processar 500 GB de dados (equivalente a 100 filmes em Full HD, cada um com 5GB) em menos de três minutos. Comparado a outros produtos da empresa com especificações semelhantes, o novo dispositivo é 14 vezes mais rápido que um HDD high-end para uso em servidores, e seis vezes mais veloz que o recém-lançado o EVO 840.
Ao longo dos próximos anos, a companhia sul-coreana espera continuar investido na linha de produtos SSD NVMe para alcançar níveis cada vez mais elevados de desempenho. Segundo informações, a empresa fará o possível para ajudar clientes corporativos a maximizar a eficiência de seus investimentos em TI.
 
 
Samsung SSD 840 EVO
Com o EVO 840, a Samsung pretende popularizar os discos de estado sólido proporcionando qualidade e aumento da velocidade de gravação para os modelos de baixa capacidade. Através de um novo recurso chamado ‘TurboWrite’, o modelo de 120 GB chega a alcançar até 410 MB/s ao gravar dados. Já a versão de 1 TB é mais rápida, alcançando a marca de 520 MB/s na gravação de dados. Os valores dos produtos ainda não foram divulgados pela Samsung, mas é esperado que as unidades cheguem ao mercado americano até o início de agosto.

Samsung SSD 840 EVO (Foto: Divulgação)

quarta-feira, 17 de julho de 2013

POLEMICA !!!! iPhone 5!!!



Carregador do iPhone
 
 
 
Uma chinesa de 23 anos de Xinjang morreu eletrocutada após atender um iPhone 5 enquanto o aparelho estava sendo carregado.

Ma Ailun, que trabalhava como aeromoça da China Southern Airlines, desmaiou ao tocar no aparelho, segundo escreveu sua irmã na rede de microblogs Sina (o Twitter local).

Em comunicado repercutido pela Reuters, a Apple disse ter ficado "profundamente" entristecida ao saber do acidente e ofereceu condolências à família de Ma, mas não informou se foi um caso isolado.

"Nós vamos investigar a fundo e cooperar com as autoridades neste assunto", disse a companhia.
E ai Pessoal o que acham que aconteceu de verdade com a chinesa???
deixem seus comentários.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

iPad mini vs. Galaxy Tab 2: qual é melhor?

 Depois de oito meses desde seu lançamento nos Estados Unidos, o iPad Mini finalmente chegou ao Brasil. Por aqui, seu maior rival será o Samsung Galaxy Tab 2 que já está disponível no mercado brasileiro há mais de um ano.

Nova Versão do Nine


Vine lançou a versão 1.3 . A primeira novidade é a adição de canais que permitem a pesquisa de categorias específicas, como Comédia, Artes e experimentais, e sim ... gatos. Eles também estreou uma nova seção On the Rise apresentando novos cineastas videira.
Sharing foi facilitado com o novo recurso Revining que lhe permite finalmente repassar o trabalho do seu amigo. Com esse poder adicional vem reforçar a segurança na forma de contas protegidas. Agora você pode aprovar quem você segue e compartilha o seu "trabalho". Precisa manter esses vídeos gato a salvo de olhares perigosos.
Há também novas ferramentas de captura disponíveis, incluindo a capacidade desesperadamente precisava se concentrar, junto com fantasmas e uma nova grade. Curiosamente a actualização não inclui um aumento do tempo de execução de vídeo em resposta a 15 segundos de vídeos de Instagram.
 
E ai Qual vocês preferem? Vine ou Instragam???
Deixe seu comentário!